Você já ouviu o ditado: “o rio sempre corre para o mar”? Se sim, saiba que no mercado financeiro costuma-se utilizar essa metáfora para mencionar o fluxo de capital ao redor do mundo. É como se o dinheiro soubesse qual caminho seguir para chegar às mãos dos mais ricos. Da mesma forma que a água de um rio “sabe” exatamente como desaguar no mar.

Entretanto, todos sabem que diferente de um ímã, com o poder de atrair metais, os ricos não têm essa propriedade magnética para atrair o dinheiro, não é? Então, qual seria a justificativa para eles ficarem cada vez mais ricos? A resposta para essa pergunta está na maneira como eles fazem o planejamento financeiro e, principalmente, na maneira como eles investem suas economias.

Ficou curioso para saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe a leitura do artigo e saiba como uma assessoria de investimentos pode ajudar você a investir como os 1% mais ricos!

Como os ricos investem?

Não é muito difícil de imaginar que, se alguém se tornou muitíssimo rico, não foi guardando dinheiro na caderneta de poupança, não é? Talvez por isso mesmo, que poucas pessoas atingiram o topo da pirâmide financeira.

Uma personalidade famosa que atingiu o alto escalão da riqueza e você provavelmente conhece é Bill Gates, o fundador da Microsoft. Apenas a título de curiosidade, se ele decidisse investir todo o seu dinheiro na Bolsa de Valores da Turquia, ele teria controle de 65% das ações do país.

Com um patrimônio desse em mãos, é natural buscar por formas alternativas de planejamento financeiro. E é aqui que a prestação de serviços se diferencia da maioria.

Por meio dos chamados “financial advisors”, ou consultores financeiros, eles recebem assessoria de investimentos especializada e conhecem as mais variadas formas de aplicações disponíveis no mercado. Com isso, o leque de possibilidades para fazer o capital render mais se expande exponencialmente, trazendo novas alternativas para diferentes tipos de necessidade.

Quem faz o planejamento financeiro dessas pessoas?

O planejamento financeiro dos 1% mais ricos do mundo é feito de maneira diferente do usual. A começar pelos financial advisors, que tem acesso aos mais diversos mercados e conexões com instituições financeiras globais. Além disso, uma modalidade de assessoria de investimentos exclusiva às grandes fortunas acima de R$ 100 milhões, conhecida como “family office”, oferece um serviço além da gestão dos recursos.

Esses escritórios privados, muitas vezes situados em locais abastados, como Califórnia ou Cingapura, eliminaram os intermediários e passaram a fornecer um serviço completo, que vai desde assessoria fiscal e gestão de ativos, até serviços de luxo como reserva em hotéis, chofers e pilotos de avião.

Os produtos de investimentos oferecidos pelos familly offices são dos mais diversos e vão desde ações e títulos de renda fixa, até aquisições de imóveis e aportes em startups promissoras. E pelo fato de não usarem intermediários, o custo do serviço é mais competitivo do que de um grande banco.

O mais interessante é que mesmo o family office, com toda sua bagagem técnica, utiliza robôs de investimento para auxiliar suas decisões. É o que chamamos de robô advisor. Por meio do uso de inteligência artificial, os robô advisors trazem luz à vida de quem deseja uma solução financeira simples, sem burocracia e eficiente.

O robô advisor é ideal para quem tem pouca familiaridade com o mercado financeiro, cenário mais do que comum na sociedade brasileira atual. A inteligência artificial é capaz de desenvolver estratégias personalizadas alinhadas ao perfil de investidor e encontrar as melhores oportunidades de acordo com objetivos pré estabelecidos.

Diferentemente das outras alternativas como o family office, os robô advisors já são realidade para a população brasileira em geral e não é necessário estar entre os 1% mais ricos do mundo para usufruir disso.

Como é possível investir como os mais ricos?

Se engana quem pensa que para investir como os mais ricos, é preciso ter uma grande fortuna.  Ainda bem que investir fora dos bancos, comuns aos mais afortunados, já está virando senso comum para o investidor brasileiro.

O modelo de assessoria de investimentos está cada vez mais desenvolvido no Brasil, principalmente devido à presença de empresas sólidas no mercado das corretoras, como a XP Investimentos, BTG Pactual e Banco Safra.

Além disso, a restrição de oferta de bons produtos apenas para valores de aplicação altos nos grandes bancos também contribui efetivamente para a migração dos investidores às corretoras. Mas, o que realmente gera atração pela mudança são os serviços prestados.

Basta pensar quantas vezes você já foi incomodado por um gerente de banco querendo vender algum produto financeiro que rende pouco. Isso acontece porque, via de regra, as instituições bancárias se preocupam somente com o próprio lucro.

As corretoras, por sua vez, estão sempre preocupadas em propor as melhores soluções para os seus clientes. Prova disso é que elas oferecem aos seus clientes produtos das mais variadas instituições financeiras.

Então, se você quer mesmo começar a investir como os 1% mais ricos investem, o primeiro passo é parar de deixar seu dinheiro parado na conta corrente do seu banco e procurar por uma assessoria de investimentos que atenda às suas necessidades.

Quanto é preciso para começar a investir?

A Plano de Vida oferece um planejamento financeiro totalmente personalizado, de acordo com o seu perfil, necessidades e objetivos, com investimento mínimo a partir de R$ 1.000.

O serviço de assessoria patrimonial fornecido pela nossa plataforma conta com o auxílio de robôs advisors de última geração, capazes de determinar com precisão quais investimentos são os mais adequados para que você consiga atingir seus objetivos individuais, sempre levando em consideração as suas características como investidor.

O mais interessante de plataformas inteligentes como a da Plano de Vida é a isenção de conflito de interesse. A personalização dos objetivos é feita exclusivamente pelo cliente no aplicativo e a recomendação da carteira de investimentos é determinada de forma estatística, usando as mais modernas teorias de gestão de investimento.

Essa abordagem diminui abusos que a intervenção humana poderia trazer, como por exemplo o gerente do banco que muitas vezes “força” a venda de produtos, apenas para bater metas de bônus.

As aplicações sugeridas pela plataforma Plano de Vida são feitas em parceria com corretoras de investimento, como por exemplo a XP Investimentos, que hoje detém mais de R$ 300 bilhões em custódia e mais de 16 anos de experiência com assessoria de investimentos.

Então, se você quer contar com o auxílio da inteligência artificial de robô advisors para mudar de vez o rumo das suas finanças e ainda desfrutar da expertise da maior corretora do Brasil, não perca mais tempo. Baixe agora o nosso app e mude já a sua maneira de lidar com o seu dinheiro!