O que você planeja para o seu futuro? Essa é uma pergunta simples, mas muita gente não sabe como respondê-la. O Brasil viveu (e continua vivendo) uma situação econômica bastante conturbada, então não piore as coisas deixando de lado o controle de gastos pessoais.

Se você trabalha de carteira assinada, por exemplo, com certeza está preocupado sobre a Reforma da Previdência. Afinal de contas, a sua aposentadoria está correndo sérios riscos e, como se não bastasse, caso as coisas continuem nesse caminho, é arriscado você nem mesmo receber de volta tudo aquilo que contribuiu.

Então, por que não começar a se planejar a partir de hoje? O seu futuro e o dos seus filhos dependem do agora. Para começar a endireitar o rumo da sua vida financeira, nada melhor do que elaborar um controle de gastos pessoais, já que eles são um dos principais problemas da maioria dos brasileiros.

Por isso, preparamos este artigo completo que vai ajudá-lo a ter mais controle financeiro e a evitar imprevistos em um futuro próximo. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe a leitura!

Por que controlar gastos pessoais?

Cuidar do seu dinheiro é como cuidar da própria saúde. Se você se prevenir ao longo do tempo, sempre fizer os check-ups médicos e acompanhar o seu corpo de perto, vai chegar na melhor idade com vitalidade e se sentindo bem.

Com o dinheiro funciona mais ou menos da mesma forma. Se cuidar dele ao longo da sua vida, com certeza vai ter um futuro próspero. Do contrário, a sua saúde financeira vai se deteriorar e você vai, literalmente, parar de funcionar.

O primeiro passo para se organizar financeiramente é ter um bom controle de gastos pessoais. Afinal de contas, o grande problema não está na quantidade de dinheiro que você tem como receita por mês, mas sim o quanto você utiliza esse dinheiro e, o mais importante, com o que você o gasta.

Um dos maiores erros que grande parte das pessoas cometem é aumentar os seus gastos à medida que suas receitas evoluem. Se elas não conseguem manter um padrão de despesas, nunca vão conseguir poupar o suficiente para investir e pensar no futuro. Sempre estarão com a corda presa no pescoço para pagar as contas do mês.

Então, se você pensa a respeito do seu futuro, tem sonhos ou deseja dar uma condição de vida melhor para os seus filhos lá na frente, a jornada começa em um só lugar: fazer um bom e efetivo controle de gastos pessoais.

Quais são meus gastos pessoais?

O orçamento mensal é uma questão matemática simples: se você arrecada mais do que gasta por mês, vai conseguir poupar para o seu futuro. Se o contrário acontecer, você não conseguirá economizar dinheiro.

Então, se você já sabe quais são suas fontes de renda, é preciso entender como e com o que você gasta durante o mês. As despesas podem ser divididas em 2 tipos: as fixas e as variáveis.

As despesas fixas são aquelas que estão presentes durante todo o ano, têm data fixa de vencimento e já devem (ou deveriam) estar programadas no seu orçamento. Podemos citar como exemplo as contas de água, energia, internet, mensalidade do colégio dos filhos, aluguel do apartamento, entre outros.

Já as despesas variáveis são aquelas esporádicas, que não têm valor fixo e nem hora para acontecer. É aqui que entram os gastos pessoais.

Os gastos pessoais consistem em despesas que você realiza consigo mesmo. Por exemplo, o dinheiro que você gasta com o barbeiro, para comprar uma roupa nova ou tomar aquela cervejinha no happy-hour da firma.

Pode até parecer que não, mas esses gastos são extremamente prejudiciais para o seu orçamento. O principal problema é que eles, geralmente, são pequenos valores e por isso você não sente no bolso momentaneamente.

Porém, basta tentar projetar esses gastos por ano para você perceber o quanto desembolsa com eles. Suponhamos que você vá ao barbeiro uma vez por mês e gaste R$ 65,00 com o corte de cabelo e barba. Esse valor não prejudica o seu orçamento mensal, não é? Contudo, se multiplicarmos essa quantia por 12 meses, você gasta R$ 780,00 por ano só com a barbearia.

Se quiser economizar mesmo, pode investir na compra de uma máquina que faça os 2 serviços e reduzir enormemente seu gasto na barbearia. Hoje, uma máquina top de linha de cortar cabelo e barbear custa, em média, R$ 120,00.

Para que serve o controle de gastos pessoais?

Gastar o seu dinheiro sem responsabilidade é um dos principais problemas que levam a sua vida financeira ao fracasso. Essa demonstração de desequilíbrio é o que impede muita gente de se livrar das dívidas e garantir um futuro melhor.

Entretanto, ainda que os gastos pessoais sejam desnecessários, eles não devem ser eliminados por completo da sua vida. Na verdade, é mais do que justo você “se dar o direito” de gastar com coisas do seu interesse após um mês de longos esforços para receber seu precioso salário.

O segredo de tudo está na disciplina, e é para isso que serve o controle de gastos pessoais. Se você sair gastando tudo que ganha para saciar os seus desejos, infelizmente sua situação financeira permanecerá a mesma. Então, antes de sair comprando aquela roupa nova ou curtir aquele happy hour todas as sextas-feiras do mês, lembre-se de que o prazer momentâneo vai prejudicar cada vez mais o seu futuro.

Então, sempre pense no controle de gastos pessoais como uma porta de entrada para uma nova vida financeira. Pequenas mudanças hoje fazem grandes diferenças amanhã, lembre-se disso ao pensar em gastar por impulso.

Benefícios do controle

O controle de gastos pessoais pode trazer diversos benefícios para você. Confira abaixo alguns deles.

Ajuda a conquistar seus sonhos e objetivos

Quem não tem o sonho de viver um futuro tranquilo, com a conta bancária recheada e sem preocupações? Além de projetar uma aposentadoria sossegada, você pode ter o sonho de comprar sua casa própria, fazer uma viagem internacional com toda família, casar ou trocar de carro. Entretanto, poucas pessoas estão dispostas a sacrificar os prazeres imediatos do momento em troca dos sonhos do futuro.

Grande parte das pessoas sabe que gastar demais com coisas pessoais é prejudicial para as finanças, mas não conseguem evitar esse tipo de despesa. Por isso, se você conseguir ter controle sobre seus gastos, automaticamente ficará mais próximo de alcançar seus sonhos daqui a alguns anos.

Alivia sua mente

Você já passou pela situação de comprar algo por impulso e dias depois se arrepender? Se sim, sabe bem que essa sensação não é lá a melhor do mundo. O caso se torna ainda pior caso você precise do dinheiro gasto para algo realmente importante alguns dias depois.

Fato é que gastar e se arrepender coloca um peso sobre a sua consciência, e aumentar as despesas quando seu orçamento já está apertado, o coloca sob pressão. Ao ter um bom controle de gastos pessoais, você evita todas essas situações, alivia sua mente e desenvolve um comportamento racional para seus hábitos de compra.

Economizar para investir

Para alcançar seus objetivos e metas no futuro, não existe outra saída: você precisa investir o seu dinheiro. Se o que sobra por mês você deixa guardado na sua conta bancária, estará, literalmente, perdendo dinheiro. A inflação tem o poder de deteriorar o poder de compra das suas economias ao longo do tempo, e a única maneira de se proteger disso é aplicando-as em investimentos.

Pior ainda é você viver sempre no limite do seu orçamento e não ter dinheiro para guardar nem “debaixo do colchão”. Se esse é o seu caso, você precisa urgentemente entender melhor as suas finanças, reorganizá-las e, principalmente, cortar despesas.

Se você fizer o controle de gastos pessoais vai perceber que muito dinheiro vai embora facilmente com coisas superficiais. Ao notar isso, será possível reduzir suas despesas e a quantia economizada poderá ser investida e poupada para o futuro.

Como se preparar para imprevistos?

Imprevistos — como o próprio nome diz — não podem ser evitados, eles simplesmente acontecem, sem motivos ou razão. O seu carro pode estragar ou bater, você pode precisar viajar repentinamente ou até mesmo ser demitido do seu emprego.

Infelizmente, todos nós estamos sujeitos a esse tipo de coisa. Entretanto, ainda que ninguém consiga evitar essas situações, existem maneiras de se prevenir e se preparar caso elas venham a acontecer.

A melhor maneira para se proteger contra os imprevistos é criar um fundo de emergência. A criação dessa reserva financeira pode ser feita aos poucos, sempre guardando uma determinada quantia por mês.

Aliás, o mais indicado é que você tenha uma reserva de emergência preparada antes de começar a investir o seu dinheiro. Afinal, imagine se você investisse o seu dinheiro em alguma aplicação sem liquidez e, de repente, precisasse sacar o dinheiro? Você estaria em uma situação delicada, e é bem provável que perderia boa parte da quantia investida caso fizesse o resgate.

Então, antes de começar a poupar para os seus sonhos, se previna contra os imprevistos. Faça uma reserva financeira sólida que seja capaz de sustentar suas despesas por, pelo menos, 6 meses. Caso você precise utilizá-la, terá tempo para pensar em alguma estratégia ou achar novas fontes de renda para superar o imprevisto.

Livre-se das dívidas

Um dos grandes vilões de qualquer orçamento são as dívidas. Se você quer pôr em ordem o controle de gastos pessoais, precisará se livrar dos seus débitos em aberto.

Caso você tenha dívidas na praça, não perca tempo e comece a renegociar os valores. Atualmente, as credoras oferecem ótimas condições de pagamento e até dão descontos em cima do valor total da dívida.

Então, não deixe que elas virem uma bola de neve em sua vida. Quanto mais tempo você demorar para quitá-las, maior elas se tornarão e mais longe os seus sonhos para o futuro ficarão.

Conheça sua renda

Depois se organizar para pagar as suas dívidas, chegou a hora de entender como o seu orçamento realmente funciona. De onde vêm as suas receitas? Quais são as suas fontes de renda?

Descobrir de onde vêm o dinheiro, quando ele entra e quais são os valores é fundamental para você conseguir se programar e evitar dores de cabeça com as suas obrigações.

Saiba qual o seu custo de vida

Saber qual é o seu custo de vida mensal é essencial para manter um bom controle orçamentário. Uma maneira eficiente de descobrir isso é enumerar as suas despesas fixas, como contas de água, energia, colégio dos filhos e outros gastos que sempre estão presentes.

Se perceber que tem um custo de vida alto comparado com os seus ganhos mensais, pode optar por reduzir algumas despesas. Contas de água e luz, por exemplo, sempre podem ser reduzidas, bastando ficar atento ao consumo exagerado.

Da mesma forma, você pode optar por contratar um plano de internet com menos velocidade, ou assinar TV a cabo com menos canais fechados para reduzir as despesas mensais.

Conheça suas despesas extras

As despesas extras podem parecer pequenas, mas causam um grande prejuízo se analisadas friamente. Ao contabilizar as cervejinhas e cafezinhos durante o ano, você vai se surpreender com a quantidade de dinheiro que vai embora com os pequenos prazeres da vida.

Divida seus gastos por tipos

Dividir os gastos por tipos é uma ótima maneira de organizar as suas finanças. Você pode separá-los em categorias como “Lazer”, “Transporte”, “Supermercado”, “Filhos”, “Serviços” etc.

Fazendo isso, você vai conseguir ter um panorama das suas finanças e poderá cortar gastos nas categorias as quais os custos são mais altos do que o normal.

Afinal, onde é possível economizar?

A princípio, economizar pode ser uma tarefa difícil. Porém, ao ter clareza sobre o seu orçamento mensal, com as receitas e despesas bem definidas, será extremamente fácil perceber quais gastos podem ser eliminados ou, no mínimo, reduzidos.

A começar pelos gastos desnecessários. Por mais que aparentem ser inofensivos, eles são capazes de consumir uma quantia significativa de dinheiro que poderia ser destinada a outros fins.

Um ótimo exemplo é uso excessivo de aplicativos de transporte. Uma corrida de R$ 15,00 parece ser muito barata, principalmente se comparada ao preço que um táxi cobraria para fazer a mesma distância.

Entretanto, a maioria de nós não faz apenas uma corrida no mês, não é? E aí, quando chega a fatura de cartão de crédito, tomamos aquele susto com a quantidade de viagens realizadas. Esse é só um tipo de gasto que só de ser reduzido, faria você economizar uma boa quantia de dinheiro por mês.

Outro bom exemplo é o happy hour da firma. Se você gastar R$ 40,00 por semana, o que, convenhamos, não é nenhum exagero, ao final de um ano terá desembolsado quase R$ 2 mil só com a cervejinha pós-expediente.

Então, basta somar tudo isso e perceber o quanto de dinheiro vai embora com gastos supérfluos. Você não precisa eliminar tudo isso do seu orçamento, mas só de diminuir a frequência desses gastos já terá economizado uma quantia significativa do seu dinheiro.

Como fazer um planejamento financeiro?

Talvez você esteja pensando que elaborar um planejamento financeiro seja uma tarefa complicada. Afinal de contas, tudo isso envolve bastante burocracia, não é mesmo? Enumerar receitas e despesas, procurar aplicações que se encaixem no seu perfil de investidor, além do cansativo processo de lidar com bancos… só de pensar nisso você já fica desanimado.

Entretanto, para a sua sorte, não é necessário muita coisa além de disciplina. A plataforma Plano de Vida faz tudo isso para você e elabora um planejamento financeiro eficiente e personalizado, de acordo com as suas necessidades e sem custo nenhum para você.

Então, basta você estar disposto a se comprometer com o planejamento financeiro e a Plano de Vida faz o resto para você.

Quais os melhores apps para controle de gastos?

Se você tem dificuldades em fazer o controle de gastos pessoais, não se preocupe. A seguir você confere alguns aplicativos que ajudarão na sua organização financeira.

1. Guiabolso

Está em busca de algum aplicativo para contabilizar tudo que entra e sai da sua conta bancária? Então, o app Guiabolso pode ser o mais indicado para você.

Esse aplicativo permite a sincronização direta com as suas contas bancárias e cartão de crédito. Assim que você se conecta, o app gera um relatório das receitas e despesas realizadas no mês e separa tudo por categorias.

Além disso, o Guiabolso permite que você inclua metas de investimento e limite para os seus gastos, ajudando a ter mais controle de gastos pessoais de forma simples e eficaz.

2. Money Lover

O app Money Lover é um dos mais completos do mercado. Por meio dele você pode organizar seu orçamento sem complicações. Entretanto, para esse aplicativo ser realmente eficaz, é necessário pagar pela versão premium.

3. Plano de Vida

O app Plano de Vida é o primeiro e único do país que planeja seus sonhos e metas e automatiza os seus investimentos.

Por meio de um processo curto e descomplicado, o app traça o seu perfil de investidor e sugere quais são as aplicações mais indicadas para você, além de oferecer um plano personalizado, que vai permitir o controle dos seus gastos e alcance de suas metas mais rápido do que você imagina.

Como investir minhas reservas?

Se você já tem uma reserva de emergência e já tem uma certa quantia para investir pensando no seu futuro, chegou a hora de pensar nas suas alternativas.

Antes de mais nada, você precisa traçar os seus objetivos. Por que você está investindo? Essa pergunta é fundamental, pois a resposta dela é o que vai direcionar o caminho a ser traçado. Além disso, é necessário descobrir qual é o seu perfil de investidor e quais são os tipos de aplicação que mais se adéquam às suas características.

Se você não faz ideia de como começar, baixe o app da Plano de Vida e deixe que nós fazemos esse trabalho para você.

Como usar o cartão de crédito corretamente?

Poucas pessoas têm educação financeira suficiente para se manterem controladas e os cartões de crédito podem se tornar uma tremenda dor de cabeça se utilizados da forma incorreta. Isso porque os juros dessa modalidade são altíssimos e, se você perder o controle dos seus gastos, suas dívidas se tornarão uma bola de neve.

Se existe uma maneira correta de utilizar os cartões de crédito, essa maneira é não parcelar suas compras. As compras parceladas muitas vezes trazem a ilusão de que você não está gastando muito e isso faz com que as suas economias fiquem comprometidas por muito tempo.

Afinal, todo mês você terá que desembolsar uma parte do seu salário para pagar a parcela daquela TV nova. Se for só ela, tudo bem, mas o problema é que nunca para por aí. Evite ao máximo esse tipo de compra e, sempre que possível, pague tudo à vista.

Além disso, evite a todo custo atrasar as suas faturas e utilizar o crédito rotativo do cartão. Os juros cobrados atualmente são extremamente elevados e, se você não pagar em dia as suas contas, vai entrar em uma tremenda cilada

Se você chegou até aqui, com certeza já deve ter identificado diversos aspectos que podem ser melhorados no seu controle de gastos pessoais. Mais importante do que isso, descobriu que se organizar financeiramente é uma tarefa que exige corte de gastos desnecessários e melhor uso do dinheiro, inclusive fazendo reservas de emergência que sirvam para os momentos de dificuldade financeira, além de contribuir para os seus sonhos.

Porém, o que realmente pode mudar a sua vida é ter tudo isso em um lugar só, de forma simples, descomplicada e o melhor: sem custos para você — é aqui que entra a PV.

Se você gostou do nosso artigo e se interessou sobre a nossa plataforma, não perca mais tempo. Entre agora em contato conosco e descubra como a PV pode ajudar no seu controle de gastos pessoais!